Bem Vindo ao seu blog de Nutrição

Contatos:

Personal Diet: (11) 7889.8512

Clínica Fisio Shape:
Av. Pacaembu, 1862 - Pacaembu
Tels: (11) 3871.0649 / 3871.0842

Agende agora sua avaliação nutricional.



sexta-feira, 3 de setembro de 2010

ALIMENTOS PARA O CÉREBRO!!!



A fisetina é uma substância que se encontra no morango, pêssego, uva, kiwi, tomate, maçã e também na cebola e espinafre. Segundo o Instituto Salk, na Califórnia (EUA), essa substância vem sendo considerada fundamental para manter a memória jovem, porque sua função é estimular a formação de novas conexões entre os neurônios (ramificações) e fortalecê-las. Os alimentos deste grupo contêm substâncias que facilitam a comunicação entre os neurônios, aumentando também a capacidade de pensar, se concentrar, aprender e memorizar. Confira abaixo alguns nutrientes e minerais amigos do cérebro: 

- Zinco, Selênio, Ferro e Fósforo: Sais minerais que participam de inúmeras trocas elétricas e mantêm o cérebro acordado e ativo (elétrico). Presente em todas as sementes e grãos, em raízes e nas folhas verde escuro, iogurtes. 

- Vitamina E: Poderosa ação antioxidante. Presente em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio. 

- Vitamina C: Famosa ação antioxidante. Presente nas sementes frescas e cruas que foram pré-geminadas, assim como na maioria das frutas

- Vitaminas do complexo B: Regulam a transmissão de informações (as sinapses) entre os neurônios, presente nas sementes e nas fibras dos alimentos integrais e proteínas. 

- Bioflavonoides: São polifenois com forte ação antioxidante. Além das sementes, são encontrados também no limão, frutas cítricas, uva e nas folhas verde escuro. 

- Colina: Participa da construção da membrana de novas células cerebrais e na reparação daquelas já lesadas. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio. 

- Acetil-colina: Um neurotransmissor, fundamental para as funções de memorização no hipocampo. Presente na gema do ovo e em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio. 

- Fitosteróis: Estimulante poderoso do sistema de defesa do organismo, reduzindo proliferação de células tumorais, infecções e inflamações. Presente em todas as sementes e grãos, como também em óleos vegetais prensados a frio. 

- Fosfolipídeos (entre eles a Lecitina): Funcionam como um detergente, desengordurando todos os sites por onde passa. Além disso, participam na recuperação das estruturas do sistema nervoso e da memória. Presente em todas as sementes e grãos (predominância na soja), como também em óleos vegetais prensados a frio. 

- Ômega-3: Funciona como um antiinflamatório poderoso, evitando a morte dos neurônios. Existem somente três fontes: os peixes de águas frias e profundas e as sementes de linhaça e prímula. 

- Carboidratos: A glicose é a energia exclusiva do cérebro. Por isso, ficar muito tempo sem comer carboidratos diminui a atividade mental. Carboidratos complexos (pão, batata, grãos) são absorvidos mais lentamente, fornecendo energia de forma regular. Já o açúcar dos doces é absorvido tão rapidamente que é armazenado como gordura, sem fornecer energia de modo constante. 

- Cafeína: É um potente estimulante do sistema nervoso central. Tem efeitos positivos, como aumento da disposição física e diminuição do sono. Em excesso, causa danos à memória. Café e chá verde. 

- Triptofano: Aminoácido que atua no sono e na performance cerebral. Pode ser encontrado no leite, queijo branco, nas carnes magras e nozes. 

2 comentários:

Isabela disse...

Oi Daniela! Fiquei interessada por sua matéria quando a vi no site do Yahoo! Chamou-me a atenção um detalhe, na verdade me preocupou um pouco. Aqui você escreve algumas propriedades da cafeína e um alerta no final: "Cafeína: (...)Em excesso, causa danos à memória. Café e chá verde." Eu só estou curiosa, o chá verde apesar de várias propriedades benéficas - muito têm sido publicado de uns tempos pra cá - poderia vir a prejudicar minha memória se consumido em excesso? Seria sábio deixar de tomá-lo para não retardar meu aprendizado? PS: tomo diariamente 600ml há 3 ou 4 anos e notei mudanças ruins na minha memória.

Mauricio Melo disse...

Olá Daniela! Meu nome é Mauricio e estou no último ano de graduação em matemática...atualmente estou num projeto com alunos de 8ª série de uma escola de periferia sobre geometria e o primeiro tema que tratei com eles foi sobre a memória. Mostrei a eles que todos são capazes desde que saibam disciplinar a memória tanto na alimentação como nas atividades e essa sua postagem caiu como uma "luva" pois é um ótimo material para apresentar a eles.
Obrigado pela postagem e boa sorte.
mauricio1010@gmail.com